Sobre a Mega

Democratizar a cultura, promovendo o acesso à arte, faz parte do DNA da Mega Cultural. São diversas iniciativas, com foco na arte pública, que colocam a Mega como referência no mercado há duas décadas.

Atuamos desde 1997 como ponte entre o universo artístico e o público através da criação de projetos, exposições, produção de livros, doações de obras, entre outras iniciativas. Para isso, trabalhamos na captação de recursos e na revelação de talentos.

E quem está por detrás disso é a comunicóloga e sócia-criadora Renata Junqueira Azevedo, ex-Diretora de Relações Internacionais e integrante do Conselho de Administração do Museu Brasileiro de Escultura (MuBE).

Renata, que é formada em Comunicação Social pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), é especializada em Artes Plásticas e chegou a integrar o Conselho Administrativo da Fondation Julien Friedler pour I’Art Contemporaine (Bruxelas, Bélgica).

Sua vasta experiência e paixão pelo universo artístico a gabaritam para captar recursos e promover a cultura no país.

Renata Junqueira Azevedo
Diretora – Mega Cultural
Perfil no Linkedin

Trajetória

1997

No ano de seu nascimento, a Mega é responsável pela inserção de obras de arte públicas no Metrô de SP, já demonstrando a que veio e seu objetivo – colocar o público em contato com a arte.

Anos 2000

Algumas leis de incentivo à cultura promulgadas e publicadas na década de 90 (Sarney, Rouanet, Mendonça, dentre outras) dão a expansão necessária à atuação da Mega, que passa a unir marcas privadas à arte e à cultura.

2018

Hoje, a Mega é referência no mercado como uma grande geradora de conteúdo com foco na realização de projetos e democratização da cultura.